Exercício da semana: Fundamentos do jogo ofensivo - Ataque posicional / Contra-ataque

O jogo de futebol é um todo. Num momento a nossa equipa tem a bola e ataca, noutro momento não a tem e defende.

É possível ainda atacar...defendendo...

É possível também defender...atacando...

As fases do jogo alternam-se dezenas de vezes durante um jogo de futebol.

Num momento os jogadores identificam que o adversário está bem organizado e a melhor solução é optar por um ataque posicional até encontrar o espaço/tempo propício a uma variação de ritmo que penetre na estrutura adversária, outras vezes é identificado esse espaço de forma tão evidente que torna a ação de ataque rápido ou contra-ataque na melhor solução para cumprir o objetivo do jogo: Marcar golo.

No exercício que apresentamos em seguida pretendemos fundamentalmente trabalhar os conceitos da nossa forma de atacar em ambos os momentos, quer de forma mais temporizada quer de forma mais rápida.

Descrição:

Numa primeira fase, a bola sai sempre da equipa que ataca em igualdade numérica com a estrutura defensiva. Na imagem pode ver-se que a equipa se posiciona com 2 MC, 2 MA e 1 PL, enquanto o adversário se posiciona com uma linha de 4 DF e 1 MC.

 

 

São cumpridos os pressupostos que o treinador pretende para fazer face a esta ação:

  • Não entrar pelo 1º corredor
  • Atrair o adversário para garantir espaço ao colega - ação de um dos médio que conduz para atrair ou procura do MA mais afastado)
  • PL a definir os movimentos diagonais no espaço ou a pedir em apoio para posterior projeção dos MA no espaço.

A nível defensivo, ainda que não seja o foco principal, será importante haver algum feedback ao nível do encurtamento de espaços na ação do PL e dos Médios-Ala, assim como articulação defensiva no ajuste ao retirar de profundidade.

Caso a equipa que defende recupere a bola, deverá ligar rapidamente à 3ª equipa (azul) que, na outra metade da área de jogo e em superioridade numérica face à equipa laranja irá iniciar uma ação de contra-ataque tendo 10'' para finalizar a jogada.

Os critérios para esta ação serão:

  • Receção orientada para atacar o espaço
  • Portador da bola a conduzir para fixar um adversário, de forma a poder haver duas soluções de passe
  • Critério no último passe e eficácia na finalização.

Caso a equipa verde não recupere a bola com a frequência planeada, pode ser o treinador a municiar o contra-ataque.

 

Progressão: Adição de mais um defesa no momento em que a equipa azul dispõe da bola. 

Esta situação retira a superioridade numérica e obriga quem ataca a temporizar até chegada de um jogador (DL) vindo de trás que irá garantir a profundidade por esse corredor na procura da situação de finalização.

 

 

Este exercício, ao alternar as fases do jogo e acima de tudo o espaço disponível/velocidade das ações, leva a que o próprio estímulo seja diferenciado entre grupos.

Orientação:Enquanto que no campo 1 os jogadores são sujeitos a a um estímulo mais alargado no tempo, a maioria das ações são feitas essencialmente em regime de resistência, enquanto que no campo 2 o regime predominante é a velocidade.

Regime: Também por isso existe uma variação ao nível do regime de esforço, entre a maior participação aeróbia no campo 1 e maior participação anaeróbia no campo 2.

As áreas de jogo são grandes. A sua dimensão deverá ser o treinador a definir em função da propensão que pretende para cada ação.

Dia no microciclo: Este exercício deverá ser enquadrado 3 dias antes da competição (MD -3)


 

Acede já à tua conta Coach ID onde encontras mais de 20 exercícios grátis.
Os exercícios, criados pela nossa equipa,  estão totalmente caracterizados, pelo que te poderão ser bastante úteis!
Copyright © 2019
COACH ID - Team Sports Management
close linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram