Exercício de semana: Organização Ofensiva - Conexão inter-setorial para encontrar o espaço intra-setorial do adversário

Muitas vezes nos referimos aos exercícios de treino como o veículo das ideias do treinador, pois é através deles que se constrói a representação prática de um modelo de jogo e de uma determinada abordagem estratégica.

Para construir um exercício que "garanta" transfer para o jogo é preciso pensar em dois aspetos:

  • No resultado que dele queremos tirar
  • Na forma como o vamos suportar

Este suporte deve criado por exercícios que estimulem atleta a entender um propósito, com elevada taxa de propensão.

Fazer, repetir, repetir...

O exercício que apresentamos tem como objetivo principal ligar dois espaços de fase: da zona de construção à zona de criação.

Se formos eficazes, entraremos também no espaço de fase da zona de finalização.

Através de uma análise a um determinado adversário identificámos que, no processo defensivo, adotam um posicionamento médio baixo estruturam-se em 3 linhas num sistema de 4-4-2.

Verificámos que os extremos não protegem bem o espaço interior e que os médios-centro têm dificuldade para bascular e fechar o espaço intra-linha.

Percebemos por essa análise que temos boas hipóteses de entrar por dentro da estrutura adversária e conquistar, quer através dos movimentos interiores dos extremos quer da projeção dos médios-centro, o espaço nas costas do meio campo adversário.

Se o conseguirmos, estamos de frente para o jogo apenas com a última linha defensiva pela frente.

 

Numa primeira fase, criámos dois exercias para dois grupos distintos, os que trabalham a primeira ligação e os que trabalham a situação de finalização.

Exercício 1:

 

Descrição: 5x4 - Linha de 3 para inicio de construção (deve-se manter sempre) x 2 avançados. Dois médios-centro contra dois médios do adversário.

Equipa em posse faz golo se conseguir fazer a bola chegar a uma das balizas, dispostas na zona de referência cuja progressão de exercícios pretende conquistar.

Caso o adversário recupere a bola na zona de pressão inicial faz logo ponto, caso seja na zona média só faz ponto se conseguir ligar aos avançados. Em todas as ações ofensivas temos inerente o momento da perda da bola como veremos até ao último exercício.

 

Exercício 2:

 

Descrição: Ação destinada à concretização jogada onde envolvemos extremos e avançados.

Extremos vem procurar jogo interior, bola a entrar no espaço assinalado e concretização da ação em 2x1 ou 3x1 caso o passe saia no corredor contrário. A complexidade do exercício é baixa. Há que recordar que o mais importante aqui é estimular "aquele" movimento e a fluidez na combinação seguinte com vista à finalização.

 

Exercício 3:

 

Depois dos exercícios introdutórios chegamos à operacionalização de um exercício mais macro.

Aqui já permite aos jogadores identificar a "Big Picture"

Descrição: Ação ofensiva que inicia na zona de reposição (GR). Estimula-se a equipa a iniciar a construção 3 pois o adversário jogará com 2 avançados. Aqui o treinador pode optar por uma variedade de soluções (sempre mantendo o equilíbrio) e permitir aos jogadores identificar a mais conveniente face aos diferentes posicionamentos que o adversário vai adotando:

  • 6 no meio dos DC > Laterais bem abertos > Extremos por dentro para conquistar o espaço
  • 6 no meio dos DC  > Lateral do lado da bola por dentro > Extremo desse lado aberto > Médio centro projectado perto do espaço a conquistar

Ao chegar à zona alvo, a ação desenvolve-se com vista à finalização, dando nesta fase liberdade criativa aos jogadores dentro de algumas normas:

  • Os laterais devem conquistar o espaço em profundidade caso os extremos estejam por dentro
  • Extremos bem abertos caso sejam os médios a receber a bola no espaço interior

 

Clica no video seguinte para uma explicação detalhada de cada exercício:

 

Copyright © 2019
COACH ID - Team Sports Management
close linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram